re.verb

cultura, crítica e tudo o mais

Hakuna matata entre amigos

em outubro 17, 2010

HOLGER, "Sunga"

Ouvir o CD debut da banda paulistana Holger é entrar em uma baladinha na casa (de praia) de amigos: aquele clima de todo mundo junto se divertindo e fazendo um som com qualquer coisa que estiver ao alcance; bem no estilo “você toca aquele ukulele ali, você faz o que quiser com essa guitarra aqui e eu batuco no tamborim – ah, e tem mais cerveja na geladeira dos fundos”. O próprio nome o disco já anuncia o traje obrigatório da festa:

Holger é uma banda (ou bando) de cinco moleques que, sendo amigos e talentosos, resolveram experimentar de tudo um pouco e se divertir com o resultado. Cada vez mais conhecida no cenário indie nacional (tocará no Planeta Terra em novembro e é apadrinhada por nomes como Lúcio Ribeiro) e internacional (neste momento se encontram nos EUA), lançou seu primeiro CD mês passado pela Trama – disponível na íntegra, grátis, no site da gravadora (www.trama.com.br).

O som do grupo é indie, mas inclassificável; é o carnaval de Vampire Weekend misturado com riffs minimalistas de guitarra de Rodrigo Amarante e Fernando Catatau; é Jorge Ben com vocais distantes e sujos à la Strokes.

É claro que os garotos ainda podem – e devem – crescer (musicalmente e no resto), mas é interessante notar como, desde já, há consistência e identidade própria, mesmo em meio a essa mistureba louca de rock com tudo o mais.

E, além da disposição para tocar qualquer coisa, despida de todo preconceito, talvez a maior virtude desses cinco amigos seja o fato de que, claramente não, não se levam a sério. A faixa “Beaver” é uma farra só; sentimo-nos penetras em uma festa alheia. É como se os meninos revisitassem, no estúdio, o “hakuna matata” do Rei Leão. Nas demais, há letras tão profundas como “she makes me feel like a schoolboy on a good time” (em “She dances”, a faixa mais rebolante – quase um pancadão caribenho), ou “you know a tree almost hit my car? And you thought I wouldn’t get that far” (“The Eagle”), mas, por isso mesmo, despretensiosamente deliciosas.

Um trecho da faixa “No brakes” resume o disco e faz o convite: “if I ask you to run away, would you pack your stuff, would you follow us?”. Minha resposta: sim, festa boa não se perde. E recomendo a todos que nos acompanhem.

http://www.myspace.com/myholger

Anúncios

3 respostas para “Hakuna matata entre amigos

  1. […] um tiro certo no mau humor de qualquer um, como já falamos aqui! Na Neu Club (Rua Dona Germaine Burchard, 421, Água […]

  2. […] a conhecer novos sons e compartilhar aqueles que valem a pena. Já falamos aqui sobre alguns, como Holger, Mombojó e Garotas […]

  3. […] sentido, já recomendei e continuo recomendando fortemente seu álbum de estréia, Sunga. Mas, como já diziam alguns, […]

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: