re.verb

cultura, crítica e tudo o mais

Potencialmente

em dezembro 2, 2010

Tenho medo quando se diz que algo tem potencial. Isso porque, ao mesmo tempo que “potencialmente” significa uma promessa, pode também dar ensejo a uma grande frustração: a decepção advinda daquilo que se esperou, mas que não se concretizou. Que encruou.

Quando o potencial não se concretiza, resta o sonho, a superstição, a crença.

É esta a tônica de “Você vai conhecer o homem dos seus sonhos“, o mais novo filme de Woody Allen.

Ali, há muitos potenciais sucessos: o escritor que emplacou um primeiro grande livro, a moça de vermelho que tem o noivo dos sonhos, o setentão que resolve enfim aproveitar a vida.

Mas, pouco a pouco, vê-se que ter potencial nada garante; que quanto mais alta a expectativa, maior pode ser a queda.

E quando tudo começa a desandar, resta se apegar à esperança, seja de onde ela venha: uma cartomante, um novo – e inverossímil – amor, uma circunstância aparentemente favorável – mas também circunstancialmente passageira.

Você vai conhecer…” é uma ode às segundas chances, mas também um retrato fiel de como não vale a pena colocar todos os ovos em uma só cesta.

Se estes se espatifam todos, sobra o quê? Decerto, apenas a fé…

(You Will Meet a Tall Dark Stranger, de Woody Allen, 2010)

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: