re.verb

cultura, crítica e tudo o mais

Mistura completa

em janeiro 14, 2011

Amanhã chega a São Paulo o Summer Soul Festival; ou, se preferirem, amanhã chega a São Paulo Amy Winehouse.

Como muito se fala desta que é a maior rock star dos últimos tempos – i.e. uma artista talentosíssima, sem noção, com forte atração por substâncias psicotrópicas as mais diversas, e com grandes chances de não permanecer entre nós por muito tempo – prefiro enfatizar aqui a outra grande estrela da noite: Janelle Monáe.

Menos conhecida, mas talvez igualmente talentosa, Janelle é daquelas artistas pop multimídia – grupo do qual a maior expoente talvez seja Lady Gaga – que busca aliar sua música a outras formas de expressão pop (seja por meio da roupa – topetão e smoking –  de videoclips cinematográficos, declarações polêmicas e nonsense, performances, etc.).

Janelle é também inclassificável. Seu primeiro álbum, The ArchAndroid é impossível de ser rotulado. O caminho mais fácil seria fugir de especificações musicais e o classificar como “álbum conceitual”, uma vez que tudo ali é elaborado com o propósito de contar a história de um andróide que cai na Terra e experimenta os mais diversos sentimentos humanos.

 

Dizer que The ArchAndroid é só isso, no entanto, não é suficiente para descrever a miscelânea sonora que está ali presente. Há pop, R&B, funk, elementos eletrônicos (tem até participação do igualmente performático Of Montreal) e tribais, baladas dor-de-cotovelo e etc.

O mais incrível é que, apesar de toda essa mistureba, o álbum é coeso e muito bom. As melhores faixas são “Locked inside” – a mais conhecida, um pop-funk-R&B dançante com vocais poderosos – “Oh, Maker” – triste e sofrida, mas linda – e a genial “Tightrope”, um funk acelerado com participação do produtor do álbum, Big Boi (Outkast) – que é impossível de se ouvir parado.

É por essas e outras que, amanhã, obviamente quero ver o circo pegar fogo com Amy, mas sei que, em se tratando de Janelle Monáe, dificilmente haverá surpresas negativas – e será um showzaço.

Anúncios

Uma resposta para “Mistura completa

  1. […] esperado, e conforme já havíamos adiantado aqui, Janelle Monáe é, em si, um show: talentosa, performática e eclética, Janelle botou seu topete […]

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: