re.verb

cultura, crítica e tudo o mais

Programão de TV

em maio 8, 2011

Uma das melhores sensações de que consigo me lembrar – e que, ainda bem, me arrebata sempre – é a de ouvir um novo e ótimo disco. A vontade irresistível de colocar as músicas no repeat, de desvendar cada entrelinha das letras e cantar junto… são reações quase equiparáveis àquelas de uma paixonite repentina; e são suficientes para me manter feliz durante dias.

Com este álbum não foi diferente. São 10 faixas muito (mas muito) boas, algumas das quais não saíram da minha cabeça na última semana.

Do que estou falando? De Nine Types of Light, o mais recente álbum de TV on the Radio, banda americana formada em 2001 que, com as mais diversas influências e sonoridades, fincou de vez o pé no cenário musical “alternativo” – sem deixar de se renovar a cada trabalho.

Não é nada fácil definir o som desses caras: há bastante rock – como neste álbum – mas também elementos eletrônicos, referências claras ao soul e ao jazz – basta lembrar de “Other Way”, a faixa de abertura do ótimo álbum Desperate Youth, Blood Thirsty Babes, lançado em 2004 – e, assim, pouco se ganha ao tentar os rotular disso ou daquilo.

Talvez melhor condiga com a realidade dizer que, justamente dessa mistura, surgem faixas apaixonadamente bem elaboradas, capazes de sintetizar, de maneiras nada previsíveis, letras que chegam a doer de tão sinceras.

É como se cada mensagem, em cada música, só pudesse ser transmitida – em sua completude – com aquele riff em especial; com aquele barulhinho esquisito ao fundo.

Talvez seja essa a razão para Nine Types of Light ter se tornado meu álbum favorito da banda. Ali, absolutamente tudo parece estar em seu devido lugar: as letras, mais “adultas” e amorosas, não poderiam casar melhor com uma sonoridade também mais sóbria, menos barulhenta e afoita.

Os primeiros versos do disco, de “Second Song”, são: “Confidence and ignorance approve me, define my day today. I’ve tried so hard to shut it down, lock it up, gently walk away / Appetites and impulses confuse me, decide my day, today. Now my body says it’s over, shaking hands move to tear my face away”. É justamente essa tensão entre o querer e o poder ter, entre os desejos e a realidade, que dá a tônica do álbum.

Keep your Heart”, a segunda faixa, é uma das coisas mais bonitas que escutei ultimamente. O violãozinho e a voz oscilante de Tunde Adebimpe soam como um mantra, uma prece daquele que não quer deixar o coração da pessoa amada escapar (o videozinho abaixo é meio tosco, mas dá pra ouvir do que estou falando).

Na terceira, “You”, aquele amor já se foi de vez, e sobram um riff delicioso e o seguinte refrão “But yooooou threw your hands up and walked away, seems strange I could feel this way, you’re the only one I ever loved”.

A música mais conhecida do disco – divulgada em rádios por aí – é a excelente “Will Do” (“… I’d like to collapse with you and ease you against this song; I think we’re compatible, I see that you think I’m wrong/But, any time will do, my love…”).

Para quem está pensando que tudo isso está romântico demais, não se engane. Primeiro, porque todas essas desilusões são retratadas em músicas nada melosas ou cor-de-rosa. Segundo, porque tem porradões também, como em “Caffeinated Consciousness”, uma das melhores, que começa com um groovezinho meio soul, passa pelo rock pesado, caminha para um refrão suave, e por aí vai…

É, enfim, um disco excelente. Como o nome já diz, há, em cada faixa (na verdade, são 10…), um tipo diferente de luz jogada sobre as boas letras; o resultado? Da primeira à última, músicas imperdíveis.

Anúncios

2 respostas para “Programão de TV

  1. Natiê disse:

    …esse disco tá mesmo muito bom. Como vc disse, do começo ao fim. Mas acho foda a ‘pedrada’ que é Repetition [tem um video no youtube dela ao vivo no SXSW que mostra isso].

  2. Ximena Buteler disse:

    Que lindo que vc escreveu isso! Eu também to viciada nesse disco!!!! ❤

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: