re.verb

cultura, crítica e tudo o mais

Sons de infância

em outubro 12, 2011

Nesses primeiros minutos de Dia das Crianças dá muita, mas muita saudade. Já mudaram os avatares, já tem muita gente postando vídeos, lembrando dos desenhos, das brincadeiras. Vou deixar algumas das minhas primeiras lembranças musicais. Pensei em grandes projetos musicais para crianças (Palavra Cantada, as trilhas do Wisnik), músicos de “gente grande” que se aventuraram em fazer música infantil, ou releituras para os pequenos (Adriana Partimpim, Pequeno Cidadão, ou Pato Fu com Música de Brinquedo), mas apelei pra memória. Três músicas impossíveis de dissociar da (minha) infância anos 90:

O João de Barro e as patativas:

Passarinho, que som é esse? Quem sabe o nome dele? Eu não podia deixar de abrir com Bum bum bum, Castelo Rá Tim Bum (programa que me acompanhava nas três refeições diárias – Se eu não me engano era um capítulo conhecido de manhã, um inédito no almoço e a reprise na hora do jantar). Podem dizer que a música do rato tomando banho é muito mais legal e marcante. Mas não fossem esses passarinhos bizarros, eu teria demorado muito mais pra conhecer uma Cítara ou uma Zamponha. (Hoje eu fico pensando no esforço da produção pra achar um músico que tocasse Zamponha e ainda tivesse a manha de se fantasiar de mascote da Zorba pra tocar num programa infantil…)

Abertura do Doug

Acho que foi uma das primeiras coisas que eu tentei assobiar na vida… Fosse na Cultura ou no CRUJ, essa música era o sinal pra parar tudo e acompanhar o que se passava em Bluffington, com aquelas pessoas de cores pastéis. (Eu sei, não podemos esquecer de “Pati, você é minha maionese” pra falar de Doug e memórias musicais)

You’ve got a friend in me

Não sei se existe animação mais representativa do que a obra prima da Pixar para a minha geração. Você podia gostar mais de Rei Leão, ou das Princesas Disney…. mas quando o Andy foi pra faculdade ano passado, não teve jeito. Muito marmanjo se debulhou em lágrimas, encontrou o velho Woody, o Buzz (ou a Senhora Marocas) e foi escutar de novo que “Amigo é coisa séria, pois é opção do coração, viu?!”

Pantufa, colo, manha, tardes livres, patinete, elástico, cama de gato, kinder ovo, TV Cultura, descer no prédio, ir para o parque, festinha de aniversário na escola…. Aurora da minha vida que os anos não trazem mais.

Anúncios

2 respostas para “Sons de infância

  1. Danilo Soare disse:

    Além desses tem alguns outros que se mantiveram em nossa mente com ajuda da mídia. Acho que os melhores exemplos são Chaves e Pica-pau, que até hoje passam. Isso ajudou a fixá-los na memória. E Tom e Jerry também, com aquele tom musical tão diferente. Que saudade!

  2. Jezabel disse:

    Uau, adorei encontrar esses tema num blog. Sou mega apreciado da infância e adoro desenhos animados mas sempre tem um que marca. E pra mim o Toy Story é um deles. Foi do filme que surgiu a minha intenção de escrever e estudar a importância dos brinquedos para as crianças! Muito bom. me deu mais saudade e mais animo!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: