re.verb

cultura, crítica e tudo o mais

Sinto que é como sonhar

em maio 12, 2012

20120512-194051.jpg

As pessoas precisam entender que quando Amarante, Camelo, Medina, Barba, Bubu, Bubuzinho e companhia sobem em um palco o que acontece não é um show, é outra coisa….

Quem olha pr’aquele palco e vê um show realmente encontra uma série de defeitos: sim, o áudio estava péssimo, os instrumentos se sobrepõem sem definição nenhuma, e somando isso à péssima dicção de ambos vocalistas muitas músicas chegavam perto de um código cifrado. Os músicos não são geniais, o Barba atrasou umas boas viradas e estranho era quando o Camelo não atravessava.

Isso pode parecer inadmissível para os fãs que desembolsaram algo entre 70 e 200 reais e perderam noites de sono atrás desse ingresso. Mas não é. Não é, volto a dizer, porque não era um show, não era isso que as oito mil pessoas que se espremeram no Espaço das Américas enxergavam. Elas estavam felizes, satisfeitas, elas tinham o que elas queriam: Los Hermanos.

Los Hermanos é qualquer coisa entre religião e torcida de futebol. É paixão cega que perdoa semitonada e entrada fora do tempo. É sincronia com os músicos que dispensa “boa noite”, “obrigado, São Paulo” e piadinhas dos grandes showmen. Los Hermanos ao vivo são duas horas cantadas de cabo a rabo, com músicas decoradas (no melhor sentido da palavra, gravadas no coração), cantadas, gritadas, choradas, mais suadas que bem soadas. Los Hermanos é catarase, é escárnio. São histórias de vida, (des)amores, cicatrizes, sorrisos. E claro que é uma injeção cavalar de nostalgia, saudade que volta assim que damos as costas para o palco escuro.

Los Hermanos, meus caros, não é “bom”…é diferente, é intenso.

20120512-192527.jpg

Anúncios

2 respostas para “Sinto que é como sonhar

  1. jeffy18 disse:

    Perfeita sua percepção!

  2. Maria disse:

    Realmente, um descrição perfeita do que significa Los Hermanos nos palcos. Acho que o espetáculo é o todo: o público se completa com a banda e forma o todo – essa coisa linda de presenciar e sentir. E ao apagar as luzes a saudade volta fooooooorte, como se a gente acordasse de um sonho bom.

    um abraço

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: